domingo, 30 de dezembro de 2007

Veja as fotos do nosso culto de Natal



No último dia 23 tivemos um culto especial de Natal. Cânticos natalinos clássicos misturados com novas canções de intimidade, coral, coreografia, fotos, vídeo e muita alegria fizeram parte de nossa celebração a Jesus. 

Para ver as fotos, clique aqui.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Devocional para hoje



VERSÍCULO:

   Ora, àquele que tem poder para confirmá-los pelo meu evangelho e

pela proclamação de Jesus Cristo, de acordo com a revelação do

mistério oculto nos tempos passados, mas agora revelado e dado a

conhecer pelas Escrituras proféticas por ordem do Deus eterno, para

que todas as nações venham a crer nele e a obedecer-lhe; sim, ao

único Deus sábio seja dada glória para todo o sempre, por meio de

Jesus Cristo. Amém.

    -- Romanos 16:25-27


PENSAMENTO:

   Deus não simplesmente nos abençoa. Ele nos estabelece! Ele nos

fortalece! Ele nos amadurece em discípulos sólidos e verdadeiros.

Ele faz isso de muitas maneiras. Uma das maneiras mais importantes,

no entanto, e através dos primeiros discípulos de Jesus.  Ao

termino deste ano e um novo ano a porta, vamos renovar nosso

compromisso de passar tempo cada dia na Bíblia. Não vamos deixar

esta ferramenta poderosa e grande recurso para a vida ser relegado

a estante ou um símbolo para nos trazer sorte.


ORAÇÃO:

   TE agradeço, O Deus, pelo seu Espírito que exalou sua mensagem

através de agentes humanos. Obrigado por estes parceiros humanos

que compartilharam a mensagem do Espírito conosco nas Escrituras.

Te agradeço pelas ótimas traduções da Bíblia disponíveis a nos

hoje. Te agradeço pela liberdade de ter uma copia da Bíblia no meu

lar. Por favor, ajude-me a não desperdiçar esta incrível benção da

sua palavra escrita. Em nome de Jesus eu oro. Amem.


http://www.iluminalma.com.br/dph/1/1228.html


quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Veja as capas dos livros sobre o filme Príncipe Caspian

Leia mais

Dez cristãos mortos e três igrejas incendiadas na Nigéria

Leia mais

China: Pastores presos montaram piscas-piscas natalinos

Leia mais

Muçulmanos fazem a proteção de cristãos

Leia mais

Pedreiro-pastor defende biblicamente a possibilidade de o homem ter várias mulheres.

Militantes hindus atacam confraternização de Natal

Leia mais

Devocional para hoje



VERSÍCULO:

   Aquele que supre a semente ao que semeia e o pão ao que come,

também lhes suprirá e multiplicará a semente e fará crescer os

frutos da sua justiça.

    -- 2 Coríntios 9:10


PENSAMENTO:

   Deus tem nos abençoado tanto através de Jesus! Mas Deus anseia

nos abençoar ainda mais. Por que? Deus anseia nos abençoar porque∑

ele e um Deus generoso∑ porque Ele e nosso Pai amoroso∑ porque e a

natureza dele∑ porque ele quer que nos sejamos como Ele! Deus nos

abençoa para ser uma bênção aos outros!


ORAÇÃO:

   O Senhor tem me abençoado ricamente, Senhor, então ajude-me a

enxergar as oportunidades que o Senhor me da diariamente para eu

ser uma bênção aos outros. Faça-me um condutor das suas bênçãos. Eu

oro isso no nome de Jesus Cristo meu Senhor. Amem.


http://www.iluminalma.com.br/dph/1/1227.html

Cristo, Jesus, Deus conosco!


por Milton Lucas

A História do Nascimento de Jesus, narrada nos Evangelhos é amplamente conhecida por todos. Jesus, foi concebido pelo Espírito Santo no ventre de Maria, a jovem noiva de José, o carpinteiro. Seu nascimento em Belém foi profetizado, assim como seu nome.  Na ocasião do seu nascimento uma estrela apareceu no céu e atraiu magos vindos do oriente, para adorá-lo, trazendo presentes. Por outro lado, seu nascimento também atraiu perseguição da parte do rei Herodes, que, tentando eliminar Jesus, assassinou todos os recém-nascidos do reino. Pastores no campo são visitados por anjos que anunciam a chegada do Salvador, com cântico e alegria. Numa mangedoura, repousa o Filho de Deus.

Por que Jesus veio? Talvez os nomes mencionados na narrativa de Mateus nos ajudem a entender. Cristo é a palavra grega para Messias. Em Mateus é a mesma palavra para Ungido. Ele veio porque estávamos afastados de Deus! O nome Jesus é a forma grega para o nome Hebraico Josué, que quer dizer ‘o Senhor salva’. José recebeu o nome do anjo: ‘deverá dar-lhe o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados’. Jesus veio para nos salvar do nosso pecado! O nome de Jesus também é Emanuel, Deus conosco, como profetizado em Isaías. Através de Jesus, Deus veio habitar entre os homens. Jesus veio nos trazer a presença de Deus, a comunhão com ele.

Como responder à vinda de Jesus? Porque Jesus é o Messias, devo crer! Ele é o Filho de Deus! O ungido de Deus! A esperança, o futuro.  Porque Jesus é o Salvador devo recebê-lo. Ele veio dar a sua vida para nos resgatar. Nele temos nossos pecados perdoados, a vida eterna. Porque Jesus é Deus conosco, devo andar com ele, desfrutar de sua presença, conhecê-lo, aprender com ele. Devo ouvir sua voz, obedecê-lo. Devo me tornar parecido com ele.

Eu creio no Cristo, o Messias. Recebo o Salvador Jesus. Com Emanuel, o Deus conosco, eu vivo, eu ando e eu respiro. 

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Protestantes: autênticos católicos

Robinson Cavalcanti 

Jesus Cristo criou uma só Igreja, Povo da Nova Aliança, não para ser uma unidade “invisível”, metafísica, neoplatônica, mas sim visível, na História, institucional. As igrejas orientais são anteriores à Igreja de Roma e nunca foram subordinadas a ela por jurisdição, muito menos por autoridade monárquica. A igreja assíria do Leste (nestorianos), tendo como epicentro a Pérsia, chegou à Índia e à China, quase dizimada pelos mongóis e pelo Islã. As igrejas pré-calcedônicas — Egito, Etiópia, Síria, Armênia e Índia — também, nunca foram vinculadas a Roma. As igrejas bizantinas, a partir da sede do Império Romano do Oriente, apenas reconheceram no bispo de Roma (que não era o papa tal como conheceremos posteriormente) um mero “primado de honra”, por estar na capital do Império do Ocidente. 

Um bom exercício de honestidade intelectual é ler a história da Igreja a partir dos autores dos três ramos da Igreja no Oriente: todos eles dirão que foi Roma que se separou dos patriarcados orientais, com a sua pretensão de uma autoridade monárquica com jurisdição universal. A ambição desta de ser “a” Igreja não se sustenta nem bíblica nem historicamente, e terá (por um milagre) de ser abandonada se quisermos um dia ter “um só rebanho e um só pastor”. Deverão ser superados, também, o nacionalismo e o tradicionalismo que engessam as igrejas do Oriente, impedindo sua atualização e engajamento na grande comissão. 

Os cristãos não podem nem minimizar o valor dos pontos convergentes da Reforma Protestante do século 16, nem começar a história da Igreja com a Reforma. O Espírito Santo esteve presente nos vinte séculos de nossa história, apesar dos erros, superstições e desvios que tenham surgido pela carne dos homens. O núcleo consensual reformado deve ser uma ferramenta hermenêutica privilegiada para discernir o que manter e o que reformar no que se pensou e se fez, antes e depois da Reforma. Depois dela a Igreja de Roma oficializou novos dogmas, e, juntamente com os bizantinos, canonizaram novos “santos”. Trocou-se o livre exame pela livre interpretação e a Igreja deu lugar a seitas e “denominações”. O liberalismo mandou para o espaço as escrituras, a tradição, os credos, as doutrinas e a moral, sacrificados no altar da razão e na arrogância humana, hoje subjetiva, individualista e relativista. “Revelações” particulares e “profetas” auto-proclamados esquartejaram o Corpo de Cristo. Depois da Reforma sofremos o banho de sangue das Inquisições e a intolerância legalista, moralista, sectária, antiintelectual (e, às vezes, racista) do neofundamentalismo. Surgiram as seitas para-cristãs dos Mórmons, das Testemunhas de Jeová e da Ciência Cristã, bem como o neo/pós/iso/pseudo-pentecostalismo, cuja pretensa identidade protestante é uma contradição em si mesma. 

A primeira reforma (anglicanos e luteranos), assim como a posterior reforma siriana da Igreja Mar Thoma, na Índia, nunca aceitou a anti-história de uma “apostasia geral”. Nunca pretendeu uma ruptura total com o passado para criar ou re-fundar uma nova Igreja, mas, como o próprio nome diz, reformar a Igreja de Cristo, única, santa, católica e apostólica, até então presente em quatro jurisdições. Os corpos não reformados não quiseram se reformar, ou apenas se contra-reformar. Os protestantes não romperam, foram expulsos. Hoje, entre o neo-integrismo reacionário dos corpos não-reformados e o cipoal fragmentado dos corpos deformados — incapazes de dar uma resposta ao Estado e à ideologia secularista —, almas sedentas clamam por uma Igreja de dois mil anos. Igreja dos Pais da Igreja e dos Pais Apostólicos; Igreja dos Reformadores, com uma rica herança histórica, espiritual, doutrinária e litúrgica. Com ética e com estética; com vitalidade e com santidade; com dinamismo e com profundidade. Com o sacerdócio universal dos crentes e com o sacerdote especial dos vocacionados e ordenados: diáconos, presbíteros e bispos (sucessores dos apóstolos). O futuro depende de um presente que retome o passado. 

Da Pré-Reforma herdamos o fechamento do cânon bíblico, o estabelecimento do núcleo doutrinário contido nos Credos Apostólico e Niceno e o estabelecimento de uma forma de governo para a Igreja: o episcopado (“...ao largo dos tempos, vai-se continuando a sucessão dos bispos e a administração da Igreja, de sorte que a Igreja sempre esteve estabelecida sobre os bispos, e todo ato da Igreja era dirigida por estes propósitos”, Cipriano de Cartago, 
De Unitate, 23.4). Da Reforma, a ênfase na autoridade das Sagradas Escrituras como fonte de revelação e a salvação pela graça mediante a fé. Da Pós-Reforma herdamos a riqueza sistematizada das confissões de fé, o compromisso puritano, a espiritualidade pietista, a paixão avivalista e o ardor missionário, o novo nascimento. Protestantes anticatólicos? Não, católicos reformados, verdadeiros católicos! 


• 
Dom Robinson Cavalcanti é bispo anglicano da Diocese do Recife e autor de, entre outros, Cristianismo e Política – teoria bíblica e prática histórica e A Igreja, o País e o Mundo – desafios a uma fé engajada
www.dar.org.br


Em 2008 não corra atrás do vento

Parece que só temos um alvo hoje em dia — o ideal da prosperidade. Estamos todos sob a febre dos livros de auto-ajuda e sob a da teologia da prosperidade. Antes, a influência vinha exclusivamente da cultura secular. Agora, a influência religiosa supera a influência secular. Estamos no mato sem cachorro. Outro dia, por exemplo, o bispo Edir Macedo escreveu que quando Jesus aconselhou “dêem, e lhes será dado [Lc 6.38], seus olhos estavam voltados para o mercado” (Folha Universal, 04/11/07, 2). Por essa perspectiva, quanto mais eu dou e quanto mais fiel eu sou no dízimo, mais Deus me dará. Esse “outro evangelho” me ensina que é Deus quem me enriquece. Então eu preciso sempre negociar com ele. 

Vamos colocar diante de nossos olhos a seguinte passagem: “Ai de vocês que adquirem casas e mais casas, propriedades e mais propriedades, até não haver mais lugar para ninguém e vocês se tornarem os senhores absolutos da terra!” (Is 5.8). Permitamo-nos também encompridar e contextualizar esse texto: “Ai de vocês que adquirem casas e mais casas, propriedades e mais propriedades, carros e mais carros, dinheiro e mais dinheiro, cartões de crédito e mais cartões de crédito, títulos e mais títulos, poder e mais poder, até não haver mais oportunidade para ninguém e vocês se tornarem senhores absolutos na terra”. 

Sabe o que isso significa na prática? Nada mais é do que “correr atrás do vento”, correr atrás do nada (Ec 2). 

Quem sabe poderíamos traçar outro alvo para 2008. Menos materialista, menos mercantilista, menos egoísta, menos terreno, menos soberbo e menos sujeito à decepção. Pois a sugestão de Jesus é em sentido contrário: “Não acumulem para vocês tesouros na terra [...]. Mas acumulem para vocês tesouros nos céus[...], pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração” (Mt 6.19-21). Outro dia, o professor Jorge Barros, da Faculdade de Teologia Latino-Americana, de Londrina, muito bem se expressou: “O de que menos precisamos hoje é de teologia da prosperidade e o de que mais precisamos é a prosperidade da teologia”. 

No 40º aniversário de circulação ininterrupta de 
Ultimato, desejamos aos leitores e aos seus familiares as mais preciosas bênçãos de Deus. 

E. César

Sem a graça, resta o pavor da lei


Ricardo Gondim 

Naran, meu neto, gosta de classificar os personagens de seu mundo infantil em rígidas categorias. Vez por outra, ele me pergunta: “Vovô, o Homem Aranha é do bem ou do mal?”. Claro, procuro antecipar-me às suas expectativas e digo que o seu herói é do bem. Certo dia, vi-me num beco sem saída. Sério como um professor na hora da sabatina, ele me questionou: “Vô, Davi era do bem ou do mal?”. Eu respondi sem titubear: “Do bem”. “E Golias?”. Não hesitei: “Do mal”. Com essas duas respostas para trabalhar em sua cabecinha, ele recontou o que aprendera sobre o célebre embate entre o rei e o gigante, e emendou: “Mas, vô, Davi cortou a cabeça de Golias depois que o derrubou com uma pedra, não foi? Naquela hora ele não virou num homem do mal?”. Só consegui responder: “Eu nunca tinha pensado assim, mas acho que você tem razão”. 

Nossa disposição para separar as pessoas em arraiais distintos, além de ingênua, não subsiste aos questionamentos de uma criança. Os seres humanos são infinitamente mais complexos que nossas pobres categorizações. Recentemente, vi o filme sobre a vida da cantora francesa Edith Piaf. Sua história mexeu com as minhas emoções, saí do cinema com o coração comovido. Sua infância, suas constantes perdas, sua adolescência nas sarjetas a tornaram uma mulher tempestiva, que bebia demais e parecia desequilibrada. Mas ela não podia ser rotulada com gradações que vão de boa a perversa. 

Os personagens bíblicos são inconstantes em suas virtudes e os vilões não encarnam o mal absoluto. O único personagem bíblico absolutamente mal é Satanás. Todos os demais agem com vileza e bondade; são execrados e aplaudidos. Abraão creu, hesitou, mentiu. Moisés ousou, titubeou, perseverou. Davi amou, assassinou, arrependeu-se. A seqüência de exemplos lota o texto sagrado. Todos os heróis são cavalheiros e nobres, réprobos recomendáveis. 

Jesus lidou com a alma humana como um vasto universo. Ele era extremamente cuidadoso e jamais subestimava a subjetividade de cada pessoa. Não deixou que apedrejassem a mulher apanhada em adultério. Considerava injusto que aqueles religiosos não levassem em conta o passado, os traumas, as feridas anteriores de tal muher. Não, ele não permitiria que a história dela fosse jogada na sarjeta só para que a lei fosse mantida. Quando li a biografia do Garrincha, talvez o maior ponta-direita do futebol brasileiro de todos os tempos, não consegui depreciá-lo como um devasso, mas como um desafortunado, um alcoólico carente de misericórdia. Chorei por sua sorte. 

Li uma frase no blog do Allyson Amorin (
http://alyssonamorim.blogspot.com/) que apreciei bastante: “Por trás de uma grande queda há sempre uma curva acentuada”. Quanta verdade! Devemos olhar não apenas para as quedas, mas considerar também as curvas acentuadas. 

A monumental obra de Victor Hugo Os Miseráveis expôs Javert como um homem detestável, porque não conseguia conceber que um condenado pudesse ter alguma nobreza no coração. Uma vez condenado, para sempre perdido. Os maus mereciam, segundo sua percepção, os rigores da lei. 

Jean Valjean, criminoso execrado por um homicídio, foi tenazmente perseguido por Javert, que só se preocupava em mostrar sua coerência com a lei. Durante toda a narrativa, Victor Hugo revela outro lado: o fugitivo era correto, bondoso, nobre, enquanto o legalista, um detestável vingativo. O caráter impoluto do policial camuflava um homem inclemente. A lei e o aparato policial escondiam a pequenez de Javert. 

Preocupo-me com os religiosos que identificam facilmente quem vai para o inferno. Regras, conceitos teológicos e catecismos não conseguiriam por si só peneirar os bons dos ruins. Joio e trigo se parecem e é necessário esperar pelo fim dos tempos. 

Só Deus conhece os porões de cada vida. Só ele sabe as guinadas que a existência de cada um sofreu, e só ele tem critérios suficientes para lidar com as histórias humanas. E a melhor notícia é que Deus não nos trata segundo uma lei fria. Ele é um pai tão compassivo e bom que no Salmo 103 considera nossa fragilidade como pó e, por isso, afasta de nós as nossas transgressões. 

Quando penso em certo e errado, ordem e desordem, ligado e desligado, me esqueço da graça e dessa infinita capacidade divina de nos entender sem explicação. Sem a graça, resta o pavor da lei, que não considera as inadequações humanas, com agravantes e atenuantes. Sim, o justo juiz é um pai que me pôs em seu regaço, sem precisar esclarecer o porquê do seu amor. 

Todos nós já nos comportamos como Davi. Em algumas circunstâncias o rei “virou do mal”, mas encontrou a infinita disposição de Deus para tratar-lhe com misericórdia. Essa disposição é a causa pela qual nós também não fomos destruídos. 

Soli Deo Gloria. 


• 
Ricardo Gondim é pastor da Assembléia de Deus Betesda no Brasil e mora em São Paulo. www.ricardogondim.com.br

Cristãos sofrem no berço de Jesus

O cristianismo é uma realidade cada vez mais residual no território em que Jesus nasceu e viveu. Hoje os cristãos representam pouco mais de 1% da população israelita e palestina, sem grande peso político ou econômico, mas asseguram que a sua presença ali nunca irá desaparecer. “Somos poucos, somos pequenos, mas estamos aqui e permaneceremos”, afirma Pierbattista. Além de um papel social relevante, a presença cristã é importante no plano do diálogo com israelitas e palestinos. 

Leia mais

Presidente da China diz que país apóia Liberdade Religiosa

Leia mais

Igreja evangélica permite casamento gay

Leia mais

Crucificaram o Papai Noel



Um americano da cidade de Bremerton, em Washington, resolveu protestar contra a "comercialização" do Natal. Art Conrad pregou um boneco do Papai Noel em um crucifixo de 4 m de altura em frente à sua casa.

"O Papai Noel foi pervertido do modo em que ele surgiu", disse Conrad. "Agora ele é uma personagem usada por corporações para nos fazer comprar mais coisas".

O americano também colocou uma foto do Papai Noel crucificado em seus cartões de Natal, com a mensagem "Papai Noel morreu por seu MasterCard", se referindo a cartões de crédito.
Conrad afirmou também que sua atitude é um modo de "cutucar" a política do moralmente correto. Ele acredita que as pessoas não expressam seus sentimentos por ter medo do que outros vão pensar.

Alguns vizinhos dele se sentiram ofendidos, mas o sentimento mais comum foi o de curiosidade. Jake Tally passou por frente da obra, mas preferiu não tentar compreender a mensagem.
"Eu realmente não sei o que pensar. Eu sei que tem alguma relação com Deus, mas o Papai Noel não tem nada a ver com isso", disse Tally.
fonte: Terra

Abriu presente antes da hora e levou facada

Uma americana esfaqueou seu marido com uma faca de cozinha após discussão que começou quando ela acusou ele de abrir um presente de Natal antes da hora, disseram autoridades. Misty Johnson, 34 anos, foi detida e indiciada por ataque e agressão na cidade de Rock Springs, no Wyoming. Seu marido, Shawn Fay Johnson, 34 anos, foi tratado em hospital de ferimentos no peito.

Misty Johnson já compareceu a uma primeira audiência. Ela foi liberada após pagar fiança de US$ 7,5 mil.

Autoridades disseram que Shawn Johnson chamou o 911 por volta da 1h da quarta-feira para informar que sua mulher havia o esfaqueado. Ele disse à polícia que a mulher começou a discutir com ele sobre a abertura de um presente de Natal.

Em audiência, Misty Johnson acusou seu marido de ter um caso, segundo autoridades. Policiais encontraram uma licença no apartamento do casal mostrando que eles se casaram em setembro.

fonte: Associated Press [via Terra]

Religião Privatizada

O sociólogo Alain Touraine, 82 anos, diretor de Estudos da Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais, em entrevista a revista Época, fala sobre o crescimento das igrejas evangélicas, populismo político e as fragilidades ainda existentes na democracia brasileira.

Crianças pediram comida e não brinquedos neste Natal

Uma reportagem do jornal francês Le Fígaro afirma que comida - e não os tradicionais brinquedos - ocupam o topo da lista de desejos das crianças brasileiras neste Natal.

O artigo, publicado nesta terça-feira, relata a experiência da chamada Operação Papai Noel, em que os Correios expuseram em suas agências uma parte das dezenas de milhares de cartas enviadas todos os anos por crianças e endereçadas ao "bom velhinho".

"O projeto desencadeou o entusiasmo da classe média, que já se via oferecendo bonecas e automóveis em miniatura às crianças desfavorecidas", escreve a correspondente do jornal.

"A abertura das cartas revelou uma realidade bem mais triste: a maioria (das crianças) não pede brinquedos ao Papai Noel, mas alimentos. No Estado de Pernambuco, este é o caso de 60% das 11 mil cartas recebidas. As crianças desejam receber bolos, queijo, peru. Geralmente, querem apenas uma cesta básica."

A reportagem transcreve trechos de cartas de crianças e pais - muitos dos quais assinam as cartas - que pedem alimentos, vestimentas e utilidades, como carrinhos de bebê.

Para o Figaro, as cartas "têm um efeito ainda mais chocante porque o consumo explodiu neste fim de ano no Brasil. Tirando proveito de um crescimento que deve superar os 5% neste ano, e de crédito fácil, a classe média se lançou às lojas, que conhecem os seus melhores resultados em onze anos".

"Apesar de uma ligeira melhoria, o Brasil exibe um mais dos elevados índices de desigualdade do mundo. A operação ''Papai Noel'' demonstra que o programa de subsídios sociais instaurado pelo governo Lula não é suficiente nem para reduzir os desvios estruturais, nem para erradicar a fome."

fonte: BBC Brasil [via Terra]

Tempo de compartilhar

Americanos que realizavam compras de Natal ontem tiveram uma supresa ao encontrar dois irmãos distribuindo notas de US$ 100 em um shopping em Long Island, Nova York. A polícia foi chamada por equipe de segurança do Sunrise Mall, na cidade de Massapequa, que ficou preocupada que a doação de dinheiro poderia gerar confusão ou envolver notas falsificadas.


Mas ao chegarem ao local, policiais encontraram simplesmente um caso de caridade natalina. Os dois homens de negócio, com 45 e 41 anos, simplesmente distribuíram o dinheiro na entrada do shopping.

"Estes dois irmãos dizem que fazem isso todo ano. Eles dizem que foram abençoadas e que apenas querem devolver algo", disse o detetive Anthony Repalone. "Eles deram para pessoas que achavam que precisavam. As pessoas ficaram muito agradecidas", afirmou.
A polícia não identificou os irmãos, respeitando o seu desejo de anonimato.

fonte: Terra

Devocional para hoje


VERSÍCULO:

   Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o

mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.

    -- João 3:17


PENSAMENTO:

   O propósito de Deus não é a condenação. Eu sei que Satanás

começou este rumor muito tempo atrás, mas não acredite nisso. Ele

não e um professor maldoso que procura repetir ou envergonhar seus

alunos. Ele não e um juiz rabugento tentando humilhar e castigar

todos que entram no seu corte, seja inocente ou culpado. Ele não e

um fofoqueiro divulgando rumores sobre nossas falhas nos bairros do

céu. Não, este Deus quer nos abençoar com a salvação. Ele quer

dispensar misericórdia e graça. Ele quer que sejamos filhos dele.

Ele também e santo, justo e temeroso. Então, quando estas duas

realidades de Deus se colidem, só ha uma solução: Jesus! Deus

enviou Jesus para salvar os povos de todas as nações e raças e

culturas do pecado e da morte ˆ sim, mesmo nos!


ORAÇÃO:

   Eu Te louvo, o Deus, por seu desejo de me salvar. Eu agradeço

pelo Senhor exigir santidade de mim para me salvar do caos que o

pecado causa na minha vida. Obrigado por me chamar a justiça, para

que minha vida seja uma bênção aos outros e não um fardo. Eu Te

agradeço por me desafiar a ter Seu caráter para que outros possam

ver Sua Gloria nos meus atos. Então, por favor, use-me, Pai. Eu sei

que tenho falhas, mas eu quero ser uma das suas ferramentas,

deixando os perdidos saber da sua misericórdia e graça em Jesus. No

nome de Jesus eu oro. Amem.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Nossa equipe é duende por música



Clique aqui e você vai se surpreender com a coreografia

Cristãos árabes enfrentam crescente discriminação

Leia mais

Egito: Igreja cristã é fortalecida com festival de adoração

Leia mais

Em seus passos, o que compraria Jesus?

Leia mais

Adolescentes matam garota de 7 anos ao imitar jogo de videogame

Leia mais

Devocional para hoje



VERSÍCULO:

E Isaías também diz: „Brotará a raiz de Jessé, aquele que se

levantará para reinar sobre os gentios; estes colocarão nele a sua

esperança‰.

    -- Romanos 15:12


PENSAMENTO:

Quando Jesus veio, Ele veio à nação de Israel, de acordo com as

promessas feitas ao povo de Deus. Ele era descendente do próprio do

Rei Davi, o filho de Jessé. Seu nascimento foi profetizado pelos

profetas judeus e gravado na Biblia do povo de Israel. Mas não

importa quão judaicas fossem suas origens, Jesus veio para todas as

pessoas para cumprir as promessas do Velho Testamento de que Deus

salvaria todas as nações através de Israel e do Messias judeu.

Enquanto Davi trouxe grande poder e notoriedade para Israel como

guerreiro e Rei, Jesus trouxe o Reino de graça aos corações de

milhões de judeus e não-judeus quando ele conquistou a morte e

trouxe a vida verdadeira.


ORAÇÃO:

Pai, enquanto este ano chega ao fim e emoções étnicas e

religiosas estão sendo inquietadas ao redor do mundo, por favor,

abençoe-nos com paz. Dê-nos um profundo senso do seu amor e

presença. Pastoreie-nos na sua graça. Ao mesmo tempo, faça reviver

nos nossos corações seu desejo de trazer todas as pessoas juntas em

paz através da salvação em Jesus. Por favor, abençoe seus filhos ao

redor do mundo que estão compartilhando seu evangelho numa terra

estranha. Abençoe-os enquanto estão longe das suas familias. Acima

de tudo, abençoe-os com a alegria do seu desejo ˆ usando-os para

levar alguém à salvação durante esta época do ano. No nome de Jesus

eu oro. Amém.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Drummond de Andrade sobre o Ano Novo

"Para ganhar um ano-novo que mereça

 este nome, você, meu caro, tem de

 merecê-lo, tem de fazê-lo novo,


 Eu sei que não é fácil mas tente,

 experimente, consciente.


 É dentro de você que o Ano Novo

 cochila e espera desde sempre.  "

Para teólogo, ato de bispo tem amparo na Bíblia

Leia mais

Internet é "grande inimiga da família", diz presidente da OMF

Da Folha online

A presidente da OMF (Organização Mundial da Família), a brasileira Deisi Kusztra, disse nesta segunda-feira que a internet é a "grande inimiga" da família na Europa e países desenvolvidos. Segundo ela, juntamente com a globalização, a tecnologia estaria fazendo com piorasse a situação das famílias no mundo.

"Antes dizíamos que era a televisão, mas hoje é a internet que afeta negativamente as famílias e cria muitos problemas, sobretudo entre as crianças", disse Kusztra, que participou hoje da abertura do IV Congresso da OMF, em Varsóvia, na Polônia.

"Pornografia, pedofilia, drogas, crimes, maus hábitos, tudo isso pode chegar às crianças por meio da rede e isso traz muitos problemas", afirmou Kusztra, que espera que o congresso na Polônia possa desenvolver uma estratégia concreta para enfrentar esses problemas.

Kusztra é uma das pioneiras no Brasil na luta pelos direitos familiares e a primeira pessoa não-européia a assumir a presidência da instituição, criada em 1947 com o objetivo de reunificar e cuidar das famílias separadas pela 2a Guerra Mundial. Hoje, o órgão engloba quase 140 países.

Austrália detém 31 suspeitos de criar rede de pedofilia

Leia mais

Devocional para hoje



VERSÍCULO:

'Mas tu, Belém, da terra de Judá, de forma alguma és a menor

entre as principais cidades de Judá; pois de ti virá o líder que,

como pastor, conduzirá Israel, o meu povo'

    -- Mateus 2:6


PENSAMENTO:

O nascimento de Jesus em Belém nao foi um acidente. O Deus

Poderoso tinha profetizado isso muitos anos antes através dos seus

profetas. Mesmo os conselheiros religiosos de Herodes conseguiram

determinar que o Messias nasceria na cidadezinha de Davi. O

nascimento humano do Messias prometido ocorreria na cidade do

grande Rei, poeta e pastor de Israel. Isso foi o plano de Deus.

Também serve para nos lembrar que Deus cumpre sua palavra e

promessas.


ORAÇÃO:

Amoroso Deus, acho dificil completar meus planos e realizar

minhas promessas.  Isso faz a realização dos seus planos,

profetizados através da história do Velho Testamento muito

maravilhosa para mim. Por favor, use seu Espirito para me lembrar

durante meus momentos escuros que o Senhor cumpre suas promessas e

que trará libertação no tempo certo. Por favor, dê-me a paciência

que preciso para esperar fielmente e viver corajosamente, para sua

salvacão ser revelada totalmente. Em nome de Jesus. Amém.

Bolívia modifica projeto de Carta após pressão de igrejas

Leia mais

Papai Noel fica sem roupa


Depois do Natal do ano passado, Max Weisberg levou a sua tradicional roupa vermelha de veludo para a lavanderia Royal Cleaners, que por engano a entregou para outra pessoa. Leia mais

quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Pais brigam na Justiça para batizar filho de "sexta-feira" na Itália

Leia mais

Internauta brasileiro fica 3 vezes mais no Orkut do que no e-mail

Leia mais

Peregrinos apedrejam Satã no 1º dia da Festa do Sacrifício

Leia mais

Chineses batizam seus filhos com nome de nave espacial

Leia mais

Juíza autoriza permanência de israelenses no Brasil

Leia mais

Brasil é 2º país mais religioso do mundo, diz pesquisa

Leia mais

Escrituras Sagradas em ouro

Leia mais

Balas para Papai Noel

Um helicóptero que transportava um "Papai Noel" contratado para animar a festa de Natal das crianças das favelas Baixa do Sapateiro e Nova Maré, no Complexo da Maré, zona norte do Rio, foi atacado a tiros por traficantes da rival e vizinha Vila do João. A aeronave foi atingida por dois tiros, provavelmente de fuzil, mas não sofreu pane e voltou ao aeroporto de onde decolou. Ninguém ficou ferido.


O delegado Aldari Vianna disse que o piloto, cujo nome não foi divulgado, se enganou ao ver uma aglomeração na Vila do João. "Ele viu as pessoas e achou que a festa era ali. Quando começou a descer, foi atacado. Provavelmente os traficantes acharam que era um helicóptero em operação policial, mesmo que não estivesse identificado como aeronave da Polícia Civil, nem da Polícia Militar", explicou.

"Acho que houve um erro no plano de vôo. Ele baixou muito a aeronave em uma favela rival que não sabia que, nela, havia um 'Papai Noel', e atiraram. Aqui o tráfico é do Terceiro Comando, lá é Amigo dos Amigos. Mas nós, da associação, não temos nada a ver com isso. Procuramos fazer uma festa para a comunidade e não temos nada a ver com os traficantes", afirmou o presidente da associação de moradores da Nova Maré, Flávio Soares.

O "Papai Noel", que pediu para não ter o nome divulgado, foi apanhado por um carro da associação de moradores e voltou para a favela, onde distribuiu cerca de 700 presentes. "Fui contratado para animar uma festa. Como 'Papai Noel', fiquei muito triste porque vi que as crianças ficaram frustradas. Foi divulgado que eu chegaria de helicóptero, o que não aconteceu. Mas providenciaram um carro e eu fui fazer meu trabalho. Infelizmente a violência do Rio está demais. Mesmo assim continuo tentando levar uma mensagem de esperança e paz no Natal", disse.

fonte: Yahoo! Notícias

Devocional para hoje


VERSÍCULO:

   Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho,

nascido de mulher, nascido debaixo da Lei, a fim de redimir os que

estavam sob a Lei, para que recebêssemos a adoção de filhos.

    -- Gálatas 4:4-5


PENSAMENTO:

   Deus enviou seu Filho. Ninguem mais servia. Ele tinha enviado

profetas, sacerdotes e pregadores. Religião continuou legalista e

condenada. Então Deus enviou o que era mais precioso para ele, seu

Filho. Por quê? Para que seres humanos como você e eu pudéssemos

ser adotados na sua familia e ter os mesmos direitos como o

Salvador, o Filho de Deus e nosso irmão na fé.


ORAÇÃO:

   Obrigado, Santo Deus, por me trazer de volta a sua familia

através do seu Filho. Obrigado por não me tratar como mereço ser

tratado por causa dos meus pecados. Obrigado por não me deixar

debaixo da Lei, mas me redimir através da sua graca num

relacionamento amoroso e dinâmico com o seu filho. Obrigado pelo

seu plano de redenção que começou no Velho Testamento até chegar a

hora de cumprir suas promessas. Obrigado por enviar seu Filho. No

nome do Senhor Jesus Cristo eu Lhe agradeço. Amém.

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Ilegais brasileiros estão voltando para casa, diz jornal de Miami

Leia mais

Cristãos ganham respeito dos criminosos nas favelas do Rio

Leia mais

Kaká usa Bíblia para dizer que foi além de seu sonho



Leia mais

Monarca perdoa vítima de estupro

Leia mais

Pintura no teto



Yoko Ono já era uma artista relevante quando ela encontrou John

Lennon. A lenda conta que Lennon se apaixonou por ela por causa de uma obra, "Ceiling Painting" (pintura no teto), de 1966. Trata-se de uma escada branca no topo da qual você encontra uma lupa, com que é possível ler uma inscrição: "Yes". É um apelo bonito à nossa capacidade de viver e de mudar o mundo: "sim", é permitido desejar, basta se dar a pena de subir a escada.


No Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo, acontece a exposição retrospectiva de Yoko Ono, mas lá é proibido tocar na escada de "Ceiling Painting". O que fazer? No espírito da exposição, subir a escada encarando os seguranças?


Fonte: CONTARDO CALLIGARIS